Notícias

Pedagogos rejeitam proposta da Prefeitura e continuarão não recebendo alunos às sextas-feiras

fotosite

Reunidos nesta sexta-feira (24), pedagogos de 30 horas rejeitaram a proposta apresentada pela Prefeitura Municipal de Mossoró (PMM) e decidiram continuar não recebendo alunos às sextas-feiras, dedicando este dia para planejamento extraclasse, conforme determinam a Lei Municipal nº 070, de 26 de abril de 2012 e a Lei do Piso Nacional nº 11.738, de 16 de junho de 2008.

Em reunião realizada na tarde de ontem, a secretária de educação Magali Delfino havia proposto começar a pagar 07 horas excedentes a partir de agosto para todos os pedagogos, o que não agradou a categoria, pois se for para pagar, não serão 7h, mas sim, 20h. Isso significa que a proposta da prefeitura é permanecer na ilegalidade e no tratamento diferenciado entre os professores e professoras da educação infantil e a primeira etapa do Ensino Fundamental.

“Não vimos nenhuma vantagem na proposta enviada pela Prefeitura e continuaremos lutando para corrigir esta injustiça que já se arrasta há quase uma década. Queremos que a prefeitura, simplesmente, respeite 1/3 da jornada para atividades de planejamento, estudos, avaliações, reuniões com pais e mães, etc., tão importante para o bom desenvolvimento do processo ensino-aprendizagem”, comentou Marleide Cunha, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (Sindiserpum).

Uma nova assembleia foi marcada para a próxima sexta-feira (31), às 15 horas, na Estação das Artes para avaliar o movimento.

Veja o que diz a lei municipal nº 070 no seu Artigo 21: “A jornada semanal para o professor em docência será de 30 (trinta) horas semanais, sendo vinte horas-aulas em atividade com a presença do aluno e 10 (dez) horas atividades”.

Veja o que diz a Lei Federal nº 11.738 no seu Artigo 2º, § 4: “Na composição da jornada de trabalho, observar-se-á o limite máximo de 2/3 (dois terços) da carga horária para o desempenho das atividades de interação com os educandos”. fotosite2

Marleide Cunha e Gilberto Diógenes formam chapa única à presidência do Sindiserpum

No próximo dia 05 de abril o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (Sindiserpum) elegerá nova diretoria para o triênio 2017-2020. Esgotado o prazo para inscrição de chapas.

Leia mais

Prefeitura ignora data da emancipação política do município

Historicamente conhecida como uma cidade libertária e pioneira, Mossoró comemora (ou deveria comemorar) hoje 165 anos de emancipação política. Após conseguir em 2013 com que o dia 15 de.

Leia mais

Servidores municipais aderem à greve nacional, Educação faz parada de advertência e pedagogos adotam 1/3 da jornada extraclasse

Em duas assembleias realizadas nesta segunda-feira (13), os servidores públicos municipais tanto da Educação quanto dos demais segmentos deliberaram por aderir à greve nacional contra a Reforma da Previdência..

Leia mais

POR QUE MUDAR O MUNDO?

Filha, irmã,  prima, sobrinha, cunhada, amiga, namorada, esposa, mãe,  sogra e avó. Estes foram os papéis que a sociedade machista impôs às mulheres. Todos de extrema importância, mas que.

Leia mais

Ver mais notícias

Galeria de imagens

11357080_1632813953626973_1640236229211056877_o
Assembléia Geral dos Servidores decidem realizar atividade de greve
10333827_1635325130042522_8068218943028668564_o
Servidores realizam Atividade de Greve na UPA do Santo Antônio
camara
Assembleia, caminhada e Audiência Pública.
DSCF1846
Tô no Pingo da Mei Dia sem um pingo de aumento